Como fica o investimento de imóveis com a baixa da SELIC

Investir em imóveis nunca saiu de moda. Entre tantas outras formas de fazer render o seu capital, essa é uma forma segura de aplicação. Diferentemente de um carro, o imóvel pode ser melhorado ao longo do tempo, portanto ficará ainda mais atraente para o mercado e o preço sobe, aumentando o lucro do investidor.

Outro ponto importante e muito buscado para quem quer expandir seu capital é a renda passiva. Ganhar dinheiro sem fazer esforço é o sonho de muita gente. Por isso, se você tem um imóvel construído numa área valorizada da cidade, essa renda passiva pode facilmente garantir a sua aposentadoria ou parte dela.

Queda da taxa Selic favorece o investimento em imóveis

Todo mundo já deve ouvido sobre o assunto, mas nem sempre entendemos o que isso impacta para o consumo. A taxa Selic é a taxa básica de juros da economia brasileira definida pelo COPOM (Comitê de Política Monetária do Banco Central).

Quando a inflação está alta, automaticamente o Banco Central aumenta a taxa básica de juros (SELIC) para buscar um equilíbrio econômico, a fim de que os preços abaixem com a queda do consumo. Porém quando a inflação está baixa, o consumo é impulsionado. Isso acontece porque os juros diminuem em decorrência da queda nos custos bancários e, é aí que o consumidor é beneficiado.

Aproveitando essa baixa na taxa Selic, muitos estão aproveitando para investir em imóvel que é um bem durável. A praticidade de morar de aluguel convence o jovem empresário, estudante ou até aquele que ainda não tem renda para adquirir uma moradia própria.

O investidor imobiliário sabe que não perderá os seus rendimentos já que é uma forma muito segura de aplicação.

POSTS RECENTES

CURTA NOSSA PÁGINA